Mãe?

Vida

Esses dias recebi uma ligação-trote dessas que a pessoa liga chorando, fingindo que foi sequestrada e te chamando de mãe. Não consigo mensurar o que senti na hora, raiva, tristeza, medo, realmente na minha idade eu já poderia ser mãe e estar com a vida muito mais encaminhada. Minha mãe, minha vó e minha tia já eram mães com 28, e eu aqui vendo Três Espiãs Demais e comendo pipoca. De repente essa ligação foi até pra me chacoalhar, tipo, “vamo minha filha, vai tocar sua vida”, um sinal do Universo através de uma voz adolescente, trêmula e abafada pela camiseta. Quase perguntei pro menino “você acha que eu tenho vocação pra ser mãe mesmo, tipo, eu tenho voz de mãe?” No fim das contas achei bonitinho ele ter me ligado, além de atuar muito bem, me fez sentir como seria ter um filho por alguns segundos e me trouxe esses questionamentos todos. Até me preocupei com o bem-estar dele, acho que eu seria mesmo uma ótima mãe.