Só pra quem ama Melissa

melissa

Saí mais cedo do trabalho naquele dia e resolvi fazer coisas legais e consumistas por mim. A primeira providência foi passar na banca e pegar umas revistinhas pra dar aquela distraída na cabeça nos momentos em que a bateria do cel acabar no meio do trajeto de volta porque obviamente eu sempre esqueço o carregador. Depois comi 02 temakis, veja bem 02 temakres, e passei pra fazer uma massagem daquelas de ficar 1h viajando nas águas de Noronha, enquanto alguém apertava o meu ombro besuntado de óleo.

Andando no shopping mais tarde cheia de sacolinhas na mão, com aquela dor boa de dedos gangrenando de tanta sacola entre eles, passei em frente a uma Clube Melissa. Aquele cheiro adocicado e único dos sapatos me chamou pra dentro da loja, assim como o Jerry do Tom fazia quando sentia cheiro de queijo.

Não devia ter falado de sapato e queijo no mesmo parágrafo mas já foi, né? Você se importa? Bem…

Olhei, olhei, olhei todos os sapatos lindos e coloridos da Melissa e pedi pra experimentar uma Melissa Mar dourada, aquela dos glitterzinhos. Coloquei no pé e automaticamente me transformei numa diva pop, sério, aquela plataforma é uma loucura, ainda mais pra mim que só uso tênis.

Pedi pra experimentar outras cores, mas gostei mesmo da dourada, e quanto mais a menina – Dani o nome dela – trazia mais e mais cores, eu tinha mais e mais certeza que o meu coração pertencia mesmo àquela Melissa dourada. Fiquei mais uns 40 minutos ali namorando ela no meu pé – coitada da Dani – mas também porque sou carente e queria ficar conversando sobre sandálias e coisas da vida com alguém.

Vai levar? – Falou a Dani quando já não me suportava mais alí.

Dei uma pensadinha porque né, eu também já tinha gastado muitos dinheiros aquele dia. Revistas, temakis, massagem, ingresso pro show do Belo.  Respirei fundo e olhando nos olhos da Melissa falei pra Dani: “Er, então, vou pensar mais um pouquinho e depois volto, tá?.” Dani que sabe das coisas falou “Cê quer pegar meu telefone, pra me avisar se quiser que eu guarde ela pra você?” – MAS É CRÁRO QUE QUIERO.

– Aliás, essa é uma tática que eu tenho pra não ser (tão) consumista. Nunca compro as coisas na hora, sempre dou essa “voltinha do pensamento”, pego o telefone da vendedora, e se eu me sentir realmente obcecada por aquela coisa, tipo tomar banho pensando no sapato, eu ligo, reservo e compro.

E eu fiquei assim. Voltei pra casa e chorei com a cabeça encostada na janela molhada de chuva, desejando ter comprado aquela Melissa. No dia seguinte mal conseguia me concentrar no trabalho. Olhei meu saldo bancário e aí sim tive vontade de chorar ainda mais. Eu precisava esperar mais uma semana, só pra receber mais um ordenadinho e não ficar com a consciência tão pesada.

Uma semana depois eu ainda estava obcecada mas já assalariada. Liguei pra Dani.

EU: “Dani, pelo amor de Deus, me salva! Ainda tem aquela Melissa Mar dourada né?”

DANI: “Oi, er, quenhé? Olha, seja quem for eu não trabalho mais na Melissa. Desculpe.”

QUEEEEEEÊEEEEEEEEEEEEEE

Meu coração disparou. Peguei o tel da loja no Google e liguei. Não tinha mais a minha Melissa Mar dourada. Comecei a ligar pra todas as lojas Clube Melissa que ficassem no caminho trabalho-casa. Simplesmente não tinha mais. A Clube Melissa tem dessas. Se você não compra o par que gostou NA HORA, dificilmente você vai achar ele de novo na semana seguinte – em qualquer outra unidade – e estamos falando da saudosa São Paulo, a maior metrópole do Brasil.

Passaram-se mais duas semanas, e quando eu já tava desolada achando que ia ter que passar as festas de fim de ano de chinelo de palha, liguei mais uma vez numa Clube Melissa perto do meu trabalho, sem esperanças mesmo, só pra confirmar a inexistência da minha Mar dourada e fechar esse ciclo de uma vez por todas.

“A dourada? Tem sim!”

UFFAAAAAAAAAA!!!!

A Clube Melissa também tem dessas. Você vira o país de cabeça pra baixo em busca da sua Melissa-desejo e não encontra, mas espere duas semaninhas e ela voltará para todas as lojas na mesma proporção que sumiu.

Então a nossa conclusão amiguinhas, é: não se desespere se não achar a Melissa que você quer em nenhuma loja Clube Melissa. Em algumas semanas elas costumam voltar. Porém, se você provou uma Melissa que te fascinou e que você vai precisar usar naquela festinha no próximo final de semana – apenas não pense demais!

* Isso não é um post patrocinado. É só um desabafo mesmo.

julibatah


Gostou? Que tal dar um like lá na fanpage pra dar uma forcinha? (:

Anúncios

Deixe sua opinião aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s