O amor acabou, o orgulho ferido ficou

7e3c80588d33e25ef86a4434a5c59cfa.jpg

A essa altura do campeonato já contabilizo pelo menos umas 50 decepções amorosas no meu currículo. Nesse assunto eu sou formada e graduada! Cadê meu diploma?

Na primeira eu devia ter uns 13 anos. Me envolvi com um menino da escola. Ele era meio esquisito e tinha um bigodinho-penugem de um adolescente de 14 anos, mas que me despertou uma forte atração e senti que poderíamos um dia nos casar.

Até que encontrei ele de mãos dadas com outra menina no pátio. Antes que eu pudesse racionalizar aquela confusão emocional tamanha, uma colega se aproximou de mim e disse: “Eles estão namorando. E você é idiota.”

Meu mundo desabou ali mesmo.

Senti um embrulho na barriga, que não tinha a ver com gostar dele – até porque não tínhamos conexão alguma, migo desculpa, a gente mal se falava – mas tinha a ver com ele ter escolhido outra pessoa para ocupar um posto que na minha cabeça era completamente meu.

Quando contei sobre esse sentimento devastador para minhas amigas em forma de “Mas eu amo tanto eleeeeeeeeee”, conheci um termo mais específico “Não Ju, isso é só orgulho ferido”.

E durante muito tempo esse foi o vilão da história. O orgulho ferido: aquele híbrido de inveja, com ciúmes, com planos diabólicos para assassinar o casal em questão, com todas as coisas horríveis que alguém pode sentir e uma boa dose de culpa. Culpa por sentir que não se deve sentir esse sentimento tão asqueroso.

158-corac3a7c3a3o-01-eva-rosa.jpg

Então sempre que essa dorzinha na barriga começava a me preencher após um término mal explicado, após pegar meu ex com minha melhor amiga e vê-los anunciando o casamento depois de duas semanas, após ter sido chamada pra ser madrinha, e após ter aceitado, tentava cortar esse sentimento ridículo e pensar “Não quero sentir orgulho ferido, um brinde aos noivos.”

MAS

10 fucking anos se passaram desde esse episódio na escola e eu continuo sentindo isso quase toda vez que me relaciono e termino com alguém. Às vezes nem sinto mais muitas coisas bonitas pelo boy, mas ver que ele está feliz com outra pessoa me traz essa sensaçãozinha incômoda de não estar fazendo parte da festaalguma festa.

E os términos continuam doendo muito mais na minha unha do pé com esmalte descascando, do que no meu coração.

Mas uma coisa que comecei a perceber é que a insistência desse orgulho ferido na minha vida tem um motivo maior, ele está tentando me dizer algo importante. E eu não vou mais tentar não sentir ele – até porque tentar não sentir algo que você já está sentindo, convenhamos, não faz o menor sentido.

E se o que esse ~orgulho ferido~ está tentando dizer, é que na verdade ele é um híbrido de orgulho de mim mesma com vaidade e uma boa dose de amor-próprio, da espécie mais incondicional, que não me deixa nem acreditar que alguém pode não me querer?

“WTF, você não me quer? Sério, aumenta o grau desse óculos porque eu só vejo qualidades aqui.”

Bem, invejosos dirão que essa teoria é uma mentira. Pra mim é só mais uma perspectiva a ser considerada.

Porque no fim das contas, não importa se o boy te “escolheu” ou não. O que importa é você sempre escolher você, com orgulho ferido, qualidades que só você enxerga e um Tinder desatualizado na mão (esquerda né, porque a direita é sempre do chocolate).

julibatah


Gostou? Que tal dar um like lá na fanpage pra dar uma forcinha? (:

 

Anúncios

3 comentários em “O amor acabou, o orgulho ferido ficou”

  1. Eu sou esse tipo de amigo.

    “Eles estão namorando. E você é idiota.”

    é um bom ponto de vista vc racionalizar ao ponto de pensar eu sempre escolho eu, isso te protege de um mau terrível da geração atual que é envolvida na gamificação e recompensa, onde procuramos estar por cima ser um foco criar um foco de atenção, se proteger dessa sensação constante de ser diminuída pode te trazer muitos benefícios psicológicos.

    Mas por outro ponto acho que esse raciocínio fica preso em um Looping de egocentrismo, “ei sou melhor que ela seu cara estupido”, pode ser pra vc mas não nesse ecossistema que eu as pessoas criam ao te deixar, vc está excluída, e a vontade eterna de sempre estar na janelinha vendo o mundo pelo seu prima é destruída, a vida as vezes é ser machucado e se arrastar no cantinho, sangrar de pé pensando ah era pra ser eu…. Não era não, se joga no chão e sente a dorzinha de não foi com vc, não era pra ser, ta melhor sem vc.

    Curtir

  2. Orgulho ferido! bem louco falar nisso. Rs Orgulho ferido é um mal que talvez seja necessário, tipo pra não errar de novo, um rostinho de modelo universitária não me impressiona mais nem um pouco, tipo quando uma mina chega em mim no role com um copo de bebida e já quer me bjar pra me levar pra alguma cama, sem saber nada sobre a minha pessoa, fica nítido que a mina ta cm fogo na b….. ( E eu fico com vergonha e me sentindo mal, tipo, iai nem um carinho antes? Ela quer me fazer de um boneco sexual? Será que ela namora? Será que já beijou alguém na noite? Nem conheço a pessoa! rs) Isso não é excitante -.- Pra muitos caras é, mas pra mim, não!!
    Ou quando conheço uma mina no Tinder e vc fala “Oi” e ela “Oi” , “Tdu bem?” “Tdu e cm vc?” “Tdu Tbm” , “Vc é lindo” ” Ah vc tbm é uma gata” aí ela me add no skype, nem pergunta um pingo de informação sobre mim, oq curto de música, oq curto fazer, se trabalho, se estudo, não pergunta NADA, simplesmente liga a web cam e começa a fazer um nudes pra mim e falar que está com tesão ( e eu fico pensando “Porra, eu jurava que essa mina era certa, tipo aquelas minas que qualquer um namoraria ) pois é, quem vê cara não vê coração, fiquei me sentindo um objeto, não deu a mínima vontade de tirar a roupa.

    E aquelas minas que falam que estão apaixonadas sem nem me conhecerem direito, que não param de pensar em mim, puts, é foda (não sou mais criança pra cair nessas ilusões)

    Se as garotas acham que só os homens querem te levar pra cama pra depois não querer saber mais, te fazer de amante ou namorar você e outra ao mesmo tempo, vcês estão enganadas, já cheguei a ficar com uma mina que graças a Deus, percebi a tempo que ela tinha namorado e tava me enganando, porque depois sobra pra quem né?! (Pro besta aqui)

    Quanto a frase ” O amor acabou, o orgulho ferido ficou” no meu mundo isso não existe ao pé da letra, porque se uma mina não me quer, eu consigo outra mais gata, simples, é até mais legal, acho que não adianta agir igual rebaixado e pegar uma mina que vcê nem esteja tão afim só pra matar a carência (Pior que já fiz isso)

    Mas no meu mundo existe ” O amor não acabou, e o orgulho ferido ficou ” Eu posso falar que amei duas mulheres (garotas) tanto faz, uma eu terminava, e depois voltava, terminava e depois voltava porque eu achava que era mancada eu iludir a mina porque só gostava dela como amiga e não tinha aquela puta paixão de desejar a pessoa quase que absurdamente e pensar nela 24 hs, mas depois percebi que eu amava ela sim, amava ela como amiga, e se eu tivesse deixado rolar, talvez eu tivesse aquela puta paixão do qual senti com só uma mina em toda minha vida -.- Mas sei lá, quando fui perceber isso eu já tinha terminado com ela a um bom tempo e ela já estava casada e com filho, não pedi pra voltar, óbvio, e por incrível que pareça fiquei feliz em ver ela casada com outro, porque ela estava feliz !! =D (Então nesse caso o “orgulho ferido” não ficou, mas ficou aquele amor de querer a pessoa bem e ser sempre amigo dela, estar sempre disposto, porque ela é uma pessoa muito boa, tenho certeza que ela nunca me traiu e consequentemente não vai trair o marido dela) kíííí..booom. Rs

    Tem uma frase que diz “Amar a gente aprende” to pra descobrir se é verdade. Rs

    A outra mina, bom a outra é um tanto quanto complicado, “O amor não acabou e o orgulho ferido ficou”, é então… A outra eu tenho paixão (pela famosa química) e amor, porque digo isso??Amor?? (mas faz tanto tempo) Porque ela pode ser grossa comigo, pode me magoar, eu fico ferido, mas não deixo de amar ela, não tenho vontade de magoar ela também, porque se não eu magoaria com palavras (isso eu sei fazer muito bem, ainda bem que não faço mais) porque eu bateria muito em alguém que ferisse ela fisicamente, porque eu sonho que estou beijando ela, porque quando olho a foto dela, dói meu coração (tipo o que é essa dor? É uma dor de falta algo? ou de faltou algo? ou de foi bom mas acabou Rodrigão, o passado não volta, ou o tal do “orgulho ferido”( ela não te quer, mas pera aí, se ela não me quer porque eu fiquei com outras garotas e não resolveu? Não foi a primeira garota que não me quis, os outros foras que tomei fizeram tanta diferença que nem lembro das minas!! Hahah) tipo foi tudo lindo e maravilhoso durante boa parte do relacionamento, eu lembro de muitos, mais muitos momentos mesmo, mas e se caso um dia a gente voltasse, ia ser a mesma coisa? Ia ser pior? Ia ser melhor? Não sei, mas fato é, não é uma pessoa na qual eu não tenha sentimentos, tenho afeto por ela, fato (afeto é sinônimo de amor se você procurar no dicionário) Eu vejo a foto dela e da vontade de fazer carinho no cabelo dela, de beijar a buchecha dela umas 20 vezes, de fazer uma janta pra ela, de ver filme com ela, de olhar nos olhos dela, de abraçar ela, de compartilhar minha vida com ela, ou de pelo menos se não der certo nada disso, olhar nos olhos dela e ver se ainda vai existir aquele brilho nos olhos dela, e ela nos meus. (ou pelo menos uma amizade) O conselho do meu psicólogo em relação a ela foi : — Bomba!! (Meu apelido pra alguns é Bomba porque sou meio “fortinho”) Meu conselho é o seguinte, conheça várias minas, pegue várias, não em excesso, umas 3 a 5 por semana ta bom (Hdhisauhudisa falou com essas palavras mesmo), não se apegue a nenhuma porque hoje em dia você sabe como é né, vai que você começa a gostar da mina e ela é uma vagab… que vai te fazer de corno, se for pra namorar, tenha certeza que é a mina certa, você é bonito e tem tudo pra conseguir muitas gatas por aí, quanto a “ela”, realmente você amou ela, mas expressou da forma errada, por esses momentos difíceis que você passou na sua vida (familiares que não vem ao caso) você precisava muito de alguém em quem confiasse, que era ela, quero que você entenda que não é pra você criar expectativas, porque a gente não sabe se ela sente algo por você né?! Pode ser que sim, pode ser que não, e cara, se ela não te quer, não vá muito atrás, tente reatar a amizade como você disse que ia tentar, se não der, bola pra frente!! tenho certeza que se não der certo com ela, você vai conseguir amar e se apaixonar tanto por alguém igual por ela ou até mais!!

    Esse foi o conselho, eu respondi que pegar várias minas provavelmente não ia dar porque eu não estava nessa vibe, que uma amizade colorida, com alguém que tenha um carinho recíproco, aí sim, aí eu topo, quanto a amar alguém mais que ela, puts, não sei, parece que não consigo amar mais ninguém e me entregar por completo, será que perdi a confiança no amor??? Ou é só questão de tempo para conseguir amar outra pessoa?? Será que “ela” ainda vai voltar pra mim? (difícil, nessa parte prefiro ouvir ele, nem criar muitas expectativas)

    Bom, é isso espero que tenha contribuído com alguma coisa para alguém nesse blog

    Fui ^^

    Curtir

Deixe sua opinião aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s