Não sei o que faço da vida, aparento ter 17 anos e deveria estar casada mas vou bem, obrigada

LENA_DUNHAM.jpg

Lena Dunham – Maravicherry

Às vezes uma pergunta é apenas uma pergunta, tipo: Quanto é 4 x 3 ? ou Que horas são? ou até uma mais retórica, tipo “Você acha que eu vou me sujeitar a entrar em uma balada sertaneja?” e aí você pode continuar folheando uma revista enquanto as respostas pra essas perguntas aparecem automaticamente.

Mas tem aquelas perguntas que, ainda que sejam simples, te fazem repensar toda a sua vida, remanejar seus sonhos e reestruturar seus pensamentos – em questão de segundos. Geralmente essas perguntas são feitas no cotidiano por pessoas do cotidiano em momentos que você estava cotidianamente jamais esperando por elas. E prepare-se para fortes emoções.

Com o que você trabalha? – O taxista.

Você tá chegando ao seu destino e quase conseguiu fazer uma corrida de 10min mantendo o foco da conversa inteiramente na vida do taxista, mas tudo foi por água abaixo e agora você tem menos de 1min pra tentar primeiro entender o que você faz da vida realmente, e depois explicar. VALENDO: “Er, então, eu sou designer, sabe? Essa coisa de mexer no computador, e fazer esses logos, cartazes, e essas revistas, mas também escrevo e tenho um blog, sabe blog? E escrevo pra outros blogs e mexo em redes sociais, Facebook, Instagram, dá pra trabalhar com isso, viu? Ah, também faço uns vídeos que não divulguei ainda, umas revistinhas com uns desenhos que vendo na internet – aliás, se quiser comprar vou te passao o link, hehe, mas também gosto de moda e faço umas maquiagens que não sei se sei fazer muito bem, no geral, tenho interesse em várias coisas, tipo fotografia, teatro, sommelier quem sabe um dia? E vivo meio que em transição, o importante é aprender as coisas né, e acho que elas até se complementam, mas não me limito, a vida não é pra se limitar, a sociedade exige que a gente se limite a uma função, mas esse modelo não vai me pegar.” E você desce do carro chorando e pensando que se fosse médica ou advogada essa questão seria muito mais bem resolvida dentro da sua cabeça.

Você é maior de idade? – A recepcionista do estúdio de tattoo e piercing.

O trabalho de tentar esconder minha imaturidade todo dia com um pouco de base e corretivo já me dava uma ideia de eu aparentava ter um pouco menos do que a idade que realmente tenho. Mas não 8 anos a menos. Então me encontro numa fase da vida em que eu sei que sou velha o suficiente pra saber de certas coisas, mas aparentar ter menos idade ainda não é tão legal porque eu tenho que ter um rosto não tão imaturo pra bancar essas mesmas coisas que eu sei que sei. Ao mesmo tempo essa preocupação e ansiedade me tornam uma pessoa ainda mais imatura, ou seja: estou presa num ciclo vicioso. Me sinto uma criança nua falando sobre assuntos sérios, provocando risos na platéia e voltando pra casa sabendo que ainda não sabe de nada. Isso é ter 25 anos. Com carinha de 17. Mas eu só queria fazer um piercing, e talvez ficar com carinha de 15. Bom dia.

Você é casada ou solteira? – O recrutador.

Você é chamada para uma entrevista, preenche umas fichas, e de repente entre uma pergunta e outra você é surpreendida com essa. Por um momento, a voz sexy e o riso sem graça dele quase te lembram uma cantada, mas logo em seguida você se dá conta de que são 7h da manhã e você está com o seu currículo numa mão e uma caneta bic na outra. Você fala “solteira” meio que rindo também, ele mantém o riso e olhar fixo em você, agora você sabe realmente que ok, não é uma cantada descarada, mas pode ser uma cantada oportunista. Você fica tentada a completar o “Solteira” com um “…felizmente (?)” ainda olhando pra ele, que é bem gatinho inclusive, mas um filminho de 1 segundo passa pela sua cabeça com todas as relações catastróficas que você teve em menos de 5 anos, e você acaba segurando esse “felizmente” com mais força que a caneta, e apenas termina de preencher a ficha em silêncio querendo ficar só.

Marcianos se tratam como marcianos? – Sua própria cabeça.

Essa questão me atormentou essa semana: se a gente não se trata como terráqueos, eles não devem se tratar como marcianos. Mas, talvez eu desenvolva mais dessa ideia em um outro post.

perfil01


Gostou? Que tal dar um like lá na fanpage pra dar uma forcinha? (:

 

 

Anúncios

4 comentários em “Não sei o que faço da vida, aparento ter 17 anos e deveria estar casada mas vou bem, obrigada”

Deixe sua opinião aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s