Não poderia, não!

flamingo-land-art-print-collage-mixed-media-design-vasarenar-tropical-artist-shutterstock-design-creative-cool-appareal-topshop-urban-outfitters-kitch-hipster-pink-pastel-tumblr-kaleido

Ele apareceu na noite, mais alto que todos os outros ao seu redor e com o sorriso mais brilhante que eu já tinha visto na vida – contando com as propagandas da Colgate.

Eu poderia me casar com esse homem.

A mãe dele apareceu ao seu lado perguntando quem era eu – com cara de desdém.

Não poderia não.

Ele pegou na minha cintura, me puxou com força pra perto de si. Eu poderia aceitar um pedido de casamento agora. Me jogou uma frase feita – furadássa. Não poderia não.

Me levou pra casa, me abraçou e quis dormir de conchinha. Eu poderia ficar pra sempre aqui. Perguntou de manhã se eu queria Whey. Não poderia não.

Me apresentou os amigos de infância. Eu poderia ser bróder de todos eles. Mas eram todos babacas e machistas, então eu não poderia não.

Falou que entendia de astrologia. Eu poderia pedir pra ele me sequestrar naquele exato momento. Depois falou que entendia mas não acreditava. Não poderia pedir não.

Ficou de cueca andando pela casa e foi fazer a barba distraído ouvindo música. Eu poderia amar muito esse homem. Mas ele tava ouvindo sertanejo. Não poderia não.

Olhou fundo nos meus olhos, falou que “ia me fazer muito feliz”. Eu poderia acreditar.

Mas todos já tinham me falado isso.

Então eu não poderia, não!

 

perfil01


Curtiu? Entre pro nosso grupinho! <3

 

 

 

Anúncios

Deixe sua opinião aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s